sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Isometria: fazer exercícios “parado” é altamente eficaz para definir o corpo.

© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA exercicio iosometria prancha 216 400x800


Musculação, exercícios aeróbicos, cardio, HIIT, enfim, são várias as especificações atribuídas a atividades físicas diferentes que podem acabar confundindo quem começa a encarar uma rotina na academia. Conhecer bem para que serve cada tipo é essencial para evitar ciladas e garantir melhores resultados. Você sabe, por exemplo, o que é exercício isométrico?

Exercício isométrico: o que é e quais são os benefícios


Também chamados de exercícios de força estática, os exercícios isométricos, ao contrário dos dinâmicos, ou seja, aqueles em que ocorre o deslocamento do corpo em determinado espaço, envolvem atividades musculares em que nenhum movimento nas articulações é visível. São, portanto, exercícios que a pessoa faz “parada”, mas que podem ser ótimos para definição do corpo.

Um dos exemplos mais conhecidos deste tipo de exercício é a prancha, em que o praticante precisa ficar estático, contraindo os músculos do abdômen e também glúteos, braços e costas, para manter a estabilidade e força. É possível realizar a isometria com outros exercícios também, como o agachamento - mantendo-se na posição agachada ao invés de fazer o movimento de descida e subida -, bem como com exercícios feitos com halteres - segurando os pesos em determinada altura ao invés de realizar o movimento completo.

© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA exercicio iosometria agachamento 216 400x800



Exercícios de isometria podem ser feitos isolados ou em combinação entre outras atividades dinâmicas, visando um maior fortalecimento da musculatura. O método consiste em usar determinado grupo muscular contra uma superfície ou objeto imóveis ou na manutenção do corpo em uma única posição, fixa, por um tempo determinado. A prática proporcionaria treinos mais exigentes e com resultados altamente eficazes para definir.


Entre outros benefícios do exercício isométrico estão sua capacidade de reduzir a sobrecarga nas articulações, desenvolver maior resistência dos ligamentos, aumentar a flexibilidade, melhorar a coordenação e o equilíbrio, além de permitir treinos para quem sofre de lesões ou está em processo de recuperação de algum ferimento.


É importante saber, no entanto, que exercícios de isometria não são indicados para sedentários, idosos, fumantes ou hipertensos, já que aumentam a pressão sanguínea. Antes de realizar qualquer tipo de atividade física, por mais simples que possa parecer, é imprescindível realizar uma consulta com um profissional da saúde e receber orientações de instrutores físicos.



Fonte: http://www.msn.com/pt-br/saude/fitness/isometria-fazer-exerc%C3%ADcios-%E2%80%9Cparado%E2%80%9D-%C3%A9-altamente-eficaz-para-definir-o-corpo/ar-BBxq8fr?li=AAggXC1&ocid=mailsignout


quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Sabe o que acontece ao seu corpo quando come bananas muito maduras? Nem imagina!


A banana madura ajuda-nos a aumentar o número de leucócitos e a reforçar o sistema imunológico. Além disso, melhora a saúde cardiovascular e favorece a absorção de cálcio. A banana é uma fruta muito deliciosa que deveria ser incluída, de forma mais frequente, na nossa dieta, não apenas pelo seu agradável sabor, mas também porque está comprovado que contém nutrientes muito importantes que ajudam a melhorar a saúde do organismo.

Graças a uma pesquisa recente podemos conhecer outros benefícios das bananas, e mais especificamente, das que estão bem maduras. As bananas contêm o Fator de Necrose Tumoral Na medida em que as bananas vão amadurecendo, vão desenvolvendo uma série de manchas escuras e preta que invadem quase toda a casca. Alguns preferem evitar as bananas neste estado, já que são mais doces e sua textura pode parecer não tão agradável. 

O que poucos sabem é que quanto mais manchas escuras tenha a banana, mais benefícios ela trará ao organismo e, em especial, ao sistema imunológico. Numa pesquisa japonesa recente, descobriu-se que as bananas maduras contém uma citosina chamada Fator de Necrose Tumoral (FNT), que é liberada por algumas células do sistema imunológico, e que tem efeito sobre outras células do corpo. 

Esta é a que fornece as propriedades que nos ajudam a combater o cancro. Seu efeito é tão poderoso que pode ajudar lutar contra as células tumorais anormais que estão presentes no nosso corpo. A função da citosina é comparada com a do lentinano, que é um imuno-estimulante químico que se aplica por via intravenosa e atua como um agente anti-cancerígeno. O efeito aumenta com a sua maturidade, ou seja, quanto mais madura seja a fruta, maior será seu efeito anti-cancerígeno. 

À medida que as frutas amadurecem, vão acontecendo mudanças em relação ao seu valor nutricional, aumentando ou diminuindo duas propriedades. No caso das bananas, comprovou-se que quanto mais madura elas forem maior o nível de antioxidantes que se concentram. Além disso, quando ela já tiver muitas manchas escuras, o conteúdo de amido muda para açúcares simples, que são mais fáceis para digerir. 

Em um estudo feito por cientistas japoneses, foram realizadas provas associadas com o consumo de diferentes frutas maduras: a banana, a uva, a maçã, o abacaxi, a melancia e o caqui. Ao final da investigação, concluiu-se que a banana madura é mais benéfica que as outras frutas, já que tem a capacidade de aumentar o número de células brancas no sangue e reforçar o sistema imunológico. Para aproveitar este importante benefício da banana, recomenda-se comer uma ou duas ao dia.

Aumenta as defesas e nos afasta das doenças Os cientistas consideram que quanto mais madura a banana for, maior concentração de Fator de Necrose Tumoral terá. Acredita-se que o número de defesas e de células brancas pode aumentar em até 8 vezes, em comparação com as bananas que são verdes ou que estão frescas. Que outros benefícios trazem as bananas maduras? 

O fato de terem compostos anti-cancerígenos deveria ser uma razão mais que suficiente para incluí-las com mais frequência na nossa dieta. Não obstante, para que não fique com dúvidas, apresentamos outros importantes benefícios que são conseguidos ao comer bananas maduras. Boa saúde digestiva.

Uma banana média contém até 3 gramas de fibra, que contribui para o bom funcionamento intestinal e facilita a circulação dos alimentos no trato digestivo. Supõe-se que é uma fonte natural de electrólitos, que, de um modo geral, são perdidos quando sofremos com diarreias. Também contém compostos prebióticos, como os fruto-oligossacarídeos, que ajudam a conservar as bactérias boas presentes no organismo. Melhora a saúde cardiovascular.

Por serem ricas em potássio, as bananas maduras diminuem as concentrações de sódio, que podem causar retenção de líquidos e afetar a saúde do coração. Em uma análise de 11 estudos publicados na revista “Journal of the American College of Cardiology”,determinou-se que as pessoas que introduzem alimentos ricos em potássio à dieta, poderiam reduzir os riscos de padecerem de acidentes cerebrovasculares e doenças coronárias. Saúde dos ossos.

Uma pesquisa realizada pelo Centro de Informação de Micronutrientes do Instituto Linus Pauling de Óregon (Estados Unidos) revelou que uma dieta rica em potássio diminui o risco de uma pessoa sofrer com osteoporose. As bananas maduras são fontes de potássio e, como se fosse pouco, os fruto oligossacarídeos contribuem no aumento da absorção de cálcio, o que poderia, ao mesmo tempo, fortalecer os ossos.

Fonte: http://www.dicascaseiras.org/

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Zika vírus: 10 coisas que você precisa saber sobre a doença



1. A OMS declarou que o zika vírus é agora uma emergência mundial de saúde. O vírus, transmitido pelo mesmo mosquito da dengue, aparece associado a uma recente epidemia de microcefalia em recém-nascidos, especialmente na região Nordeste do Brasil.

O surto é tão grave que o governo brasileiro adotou uma política pública de distribuição de repelentes para conter o avanço da doença. Previsão de organismos internacionais de saúde afirmam que a doença estará presente em todos os países da América Latina nos próximos anos e o conselho é evitar planos de engravidar pelo menos até 2018 nas regiões mais afetadas. Veja a seguir alguns fatos sobre a doença:

2. Transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti, cujas larvas podem ser vistas nesta amostra, o vírus zika tem o mesmo agente transmissor da dengue e da chikungunya.

3. Em adultos, os sintomas incluem dores de cabeça, coceira, febre e conjuntivite.

4. Segundo a organização panamericana de saúde, de dezembro de 2015 a janeiro de 2016 dobrou o número de países que registraram casos de zika. O Brasil teve os primeiros registros, seguido por Barbados, Colômbia, Equador, El Salvador, Guiana Francesa, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Martinica, México, Panamá, Paraguai, Porto Rico, Saint Martin, Suriname e Venezuela.

5. A melhor forma de evitar o contágio é matar o mosquito, para que ele não entre em contato com os humanos e transmita a doença pela picada.

6. Uma vez que o mosquito sobreviva, é preciso evitar o contato com ele, seja por meio de repelentes ou mosquiteiros, por exemplo.

7. Água parada é o ambiente ideal de criadouro para o mosquito. Reservatórios, terrenos baldios, pneus e garrafas abandonados são alguns dos principais focos do combate ao Aedes.

8. Atualmente não há vacina nem tratamento específico para a doença, mas diversos estudos estão em andamento. Recentemente, a Anvisa aprovou o registro da primeira vacina contra a dengue no Brasil.

9. A primeira vez que o vírus apareceu em humanos foi no ano de 1952, em Uganda e na Tanzânia. Desde então, surtos foram registrados em todos os continentes do mundo.

10. Em adultos, os sintomas surgem entre 2 e 7 dias depois do contato com o vírus.

Um alerta da Organização Panamericana da Saúde indica que não há, num futuro próximo, indícios de que o zika vírus será erradicado. A prevenção e erradicação do mosquito é, atualmente, a única arma na luta contra a doença.

Fonte: http://www.msn.com/