segunda-feira, 30 de abril de 2012

Entenda as alterações que os anabolizantes causam no organismo

Os riscos do uso de anabolizantes são amplamente divulgados hoje em dia, mesmo assim, há quem recorra a eles com o objetivo de ganhar músculos rapidamente. Estes esteroides são derivados sintéticos do hormônio masculino testosterona, originalmente produzido pelos testículos, e podem causar sérias alterações de saúde.

Aumento dos pelos, da barba e engrossamento da voz são apenas algumas das características masculinas reforçadas pelo uso de hormônios. O consumo indiscriminado e sem indicação médica pode trazer consequências negativas muito sérias para a saúde, como a redução na produção de esperma e a impotência.
Riscos do uso de anabolizantes

Outro problema sério que pode ocorrer em quem faz uso do produto é a cessação da produção do hormônio que está sendo ingerido. Além disso, se uma pessoa usa esteroides, mas não pratica exercícios físicos e não dorme direito, eles possivelmente nem farão efeito, trazendo somente prejuízos à saúde. O corpo não consegue aproveitar o hormônio que está em excesso no organismo, o que pode levar ao fenômeno que os médicos chamam de "aromatização", que, de maneira simplificada, é a transformação do hormônio dentro do organismo. A testosterona, hormônio masculino, pode acabar virando estrógeno, que é o hormônio feminino. Entre os homens, a consequência mais comum desse fenômeno é a ginecomastia - o aumento das mamas. A aromatização no corpo é um fenômeno natural, mas que pode ser intensificado em pessoas que usam anabolizantes. Por outro lado, as mulheres que usam hormônios estão sujeitas a desenvolver características masculinas, como engrossamento de voz e aumento de pelos.
Se uma pessoa usa esteroides, mas não pratica exercícios físicos e não dorme direito, eles possivelmente nem farão efeito, trazendo somente prejuízos para a saúde.
Anabolizantes X Suplementos alimentares

É preciso distinguir bem anabolizantes e suplementos alimentares. Como vimos, os esteroides anabolizantes são fabricados para substituir o hormônio masculino testosterona. Existem pacientes que realmente precisam fazer uso destes produtos, pois têm produção natural de hormônio insuficiente. Mas muitos homens usam o produto apenas com fins estéticos, o que é totalmente inadequado.

A suplementação, por sua vez, recorre à ingestão de proteínas e aminoácidos, que são essenciais para o organismo. A suplementação nutricional usa a reposição de vitaminas, sais minerais e outras substâncias naturais para corrigir os desequilíbrios do corpo, eliminando ou inibindo a absorção de substâncias tóxicas, combatendo o excesso de radicais livres pelo corpo, repondo substâncias benéficas que estejam faltando no organismo, entre outras ações. A ideia é manter os nutrientes, vitaminas e sais minerais em níveis adequados à necessidade de vida e faixa etária do paciente. Apesar disso, faço mais um alerta importante: mesmo para estes produtos fitoterápicos, naturais e ortomoleculares, é indicado consultar um profissional especializado que possa fazer a indicação das melhores doses. Não confie em dicas de colegas, amigos e pessoas não habilitadas. Cada ser é único e qualquer indicação de suplemento, hormônio ou medicamento precisa estar bem fundamentada e bem dosada. 


Fonte: educacaofisicaa
Postar um comentário