sábado, 7 de abril de 2012

A Dança e seus Benefícios

A dança movimenta o corpo como um todo, de forma integrada e em sintonia com a música. A música por sua vez, tem efeitos tão terapêuticos quanto o movimento corporal. Mas, a dança promove tantos benefícios, que torna-se mais fácil listá-los para compreensão:
A dança trabalha a coordenação motora, agilidade, ritmo e percepção espacial;
  • Desenvolve a musculatura corporal de forma integrada e natural;
  • Permite uma melhora na auto-estima e quebra de diversos bloqueios psicológicos;
  • Possibilita convívio e aumento do rol de relações sociais;
  • Torna-se uma opção de lazer;
  • Promove inclusive melhora de doenças e outros problemas.

Na hora de escolher sua modalidade de dança predileta, existem muitas opções e você pode escolher entre: 



  • Dança de salão – trabalha diversos ritmos como forró, tango, samba e valsa, promove contato social, melhora a auto-estima e permite a prática em bailes;
  • Dança do ventre – trabalha a feminilidade, sensualidade e desbloqueia tensões e baixa auto-estima;
  • Dança flamenca – de origem espanhola trabalha sapateado, castalholas e é extremamente forte e emocionante;
  • Dança de rua – movimentos de hip-hop, funk e outros, todos muito livres utilizando força e explosão; permite descarregar energias;
  • Sapateado americano – trabalha a agilidade, movimentos de pés e pernas e culmina em coreografias bélissimas; é modalidade base dos musicais da Broadway;
  • Axé – ritmo baiano que utiliza coreografias alegres e queima muitas calorias;
  • Ballet clássico – ideal se iniciado na infância ou juventude e é a base de todas a danças; existem turmas infantis e adultas.

Enfim, a dança é uma atividade completa. Porém alguns cuidados devem ser tomados. Muitas mulheres são indicadas por médicos para aulas de dança e muitas vezes o problema que se busca melhorar não pode ser resolvido com a dança, mas sim piorado.

Me explico: já recebemos alunas indicadas por seus médicos com problemas sérios de coluna. Na dança de salão por exemplo, o aluno permanece por muito tempo em uma postura assimétrica e usa sapatos altos o que pode prejudicar em muito a coluna se não forem feitos exercícios compensatórios. Deve-se portanto sempre avisar ao professor/a sobre algum problema de saúde, por mais simples que seja, para que a dança possa realmente ser benéfica. Pode-se dizer o mesmo sobre a dança do ventre: a professora deve ter uma formação muito técnica e consciente para que a aula não prejudique a coluna das alunas.

Pratique dança. Dê o primeiro passo e ofereça a você mesma uma oportunidade de descobrir os segredos do corpo que se move de acordo com a música.

Os benefícios da dança são inúmeros e incontáveis, basta praticá-la na dose e forma corretas.

Ma Laura Flores

Professora de Dança, Coreógrafa e Bailarina

Fonte: carlosperuzzo.com.br
Postar um comentário