terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Os 10 alimentos especiais

 O renomado psicólogo Jonny Bowden, com doutorado em nutrição pela Universidade Clayton pela Saúde Natural é famoso em seu âmbito por suas pesquisas e seu livro Os 150 Alimentos mais Saudáveis do Planeta, dos quais vamos destacar os 10 que deveríamos dar mais atenção por suas excelentes propriedades.

1) Sardinha: rica em proteínas e em minerais essenciais, como magnésio, ferro e selênio, que têm ação anticancerígena, a sardinha é capaz de ajudar o organismo a liberar o mercúrio. 
Segundo o especialista em ciência e tecnologia dos alimentos Luiz Henrique Beirão, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ela contém ácido graxo ômega-3 em quantidades que não deixam nada a desejar a parentes estrangeiros, como o salmão, que levam a fama de serem as melhores fontes da substância.
As sardinhas devem ser preservadas no próprio óleo ou em azeite, quando não puderem ser consumidas frescas.

2) Repolho: as folhas de repolho contêm grandes concentrações de substâncias antioxidantes e anticancerígenas, chamadas de indoles e sulforafanos. Uma pesquisa da Universidade de Stanford, nos EUA, apontou que o sulforafano é a substância química encontrada em plantas que mais eleva o nível de enzimas anticancerígenas no organismo.
Além destas qualidades, ele também se destaca como fonte de vitamina C e também fornece vitaminas B1, B2, E e K, além de sais minerais como  potássio, cálcio, fósforo, sódio, enxofre e ferro.

3) Folha de beterraba: geralmente jogada fora, a folha de beterraba é rica em vitaminas, minerais e antioxidantes. Contém carotenóides, pigmento natural dos vegetais que ajuda a proteger os olhos contra o envelhecimento. A beterraba em si também é um dos alimentos mais ricos que existem. As folhas podem ser comidas cruas na salada ou refogadas, como espinafre. 

4) Açaí: em suco ou misturado à comida, como é feito no norte do país, o açaí é uma das frutas com maior concentração de antioxidantes. Também é rica em gorduras monoinsaturadas e poliinsaturadas, que são benéficas e auxiliam na redução do colesterol ruim e na prevenção de doenças cardíacas..

5) Goiaba: rica em fibras, minerais e vitaminas a goiaba também possui grandes quantidades de licopeno, o mais antioxidante entre todos os carotenóides. O licopeno auxilia na prevenção do câncer de próstata e reduz os riscos de surgimento de catarata e doenças cardiovasculares.

6) Cereja fresca: a cereja fresca tem altas concentrações de antocianina, um antiinflamatório natural. Deve ser comida ao natural ou misturada com iogurte ou vitaminas.

7) Chocolate meio-amargo: para a alegria dos chocólatras de plantão, o chocolate meio-amargo é rico em flavonóides, que diminuem a pressão sangüínea e promovem o bom funcionamento do sistema circulatório, tem altas concentrações de magnésio, um mineral importante para mais de 300 processos biológicos do organismo.

8) Frutas oleaginosas: basicamente são as castanhas, as nozes e as amêndoas. Todas trazem inúmeros benefícios, apesar do elevado teor calórico. Possuem muitos minerais, proteínas e altos níveis de Omega 3 e Omega 9.

9) Canela: a canela ajuda a controlar o nível de açúcar e de colesterol no sangue, o que previne o risco de doenças cardíacas. Para usufruir dos benefícios da especiaria, basta polvilhar um pouco de canela em pó no café ou no cereal matinal.

10) Semente de abóbora: é uma grande fonte de magnésio. Esse mineral é tão importante que estudiosos franceses concluíram que homens com altas taxas de magnésio no sangue têm 40% menos chances de sofrer uma morte prematura do que aqueles com baixos índices. Para consumi-las, toste-as no forno e coma-as por inteiro, inclusive com a casca, que é rica em fibras. 

Fonte: Revista Época  ,  Nutrição em Foco   ,  Revista Saúde

Postar um comentário